Avançar para o conteúdo

O carismático Vietname

  • por
Vietname Long Bay

Em setembro de 2018 visitei  as cidades de Hanoi e Vinh no Vietname, a convite de um parceiro de negócios. A viagem decorreu em 6 dias, entre reuniões de negócios e um roteiro de visitas turísticas preparadas muito atenciosamente para mim.Uns dias antes de eu viajar, o meu parceiro de negócios  questionou-me  sobre vinhos portugueses e falou-me sobre o interesse no momento dos  vietnamitas  sobre vinhos, nomeadamente europeus.

O Vietname importa vinhos franceses, italianos, australianos, e na realidade esta é uma “iguaria” somente ao alcance das classes mais favorecidas, por enquanto…

Achavam giro beber uma taça de vinho socialmente, chique, e já estavam a surgir em Hanoi os primeiros restaurantes e bares dentro desta temática.
Achei interessante e falei de imediato com um amigo meu proprietário de uma adega na zona de Beja, que produz um vinho fabuloso, que prontamente me disponibilizou um lote de 20 garrafas para eu levar. E  lá fui eu para Hanoi com duas malas de porão carregadas de vinho Alentejano.
Num dos dias o meu parceiro de negócios organizou  um jantar, num  conhecido restaurante em Hanoi em matéria de vinhos, que tinha aberto recentemente.
Dei  a provar o nosso vinho alentejano a um grupo de 12 pessoas, inclusive alguns  “experts” e todos adoraram.
O propósito da minha viagem não era fazer uma prova de vinhos, ou de falar sobre vinho, mas gostei de levar um pouco de Portugal a estas gentes.
Foi uma experiência muito gira, já tinha feito há uns anos atrás também em Bangkok.

Vietname: economia em ascensão

Deixando de parte os vinhos; o Vietname é desde há alguns anos uma economia em ascensão, com um aumento exponencial nas exportações e a dar largos passos no que respeita ao investimento privado, nomeadamente no desenvolvimento de infra-estruturas.
O ambiente de negócio é simples mas com alguma sofisticação ( com um carisma especial em relação à generalidade dos países asiáticos).  Quase todas as pessoas falam bem inglês, existem imensas mulheres diretoras de empresas e no final do dia de trabalho existe sempre tempo para relaxar um pouco numa agradável esplanada, colocando de parte (algumas)  formalidades que existam.
Interesso-me bastante por este país, considero que existe nele um grande potencial de negócio que pode ser explorado em diferentes direções.
Regularmente participo nos eventos da Câmara de Comércio Portugal – Vietname, que tem feito um trabalho extraordinário no que respeita ao estreitamento das relações económicas entre os dois países.
Foi uma viagem bastante enriquecedora do ponto de vista económico e também social, fiz alguns negócios e deixei outros em stand-by.
Fui com uma ideia “tonta” de que Hanoi deveria ser semelhante a Bangkok, na Tailândia, e enganei-me agradavelmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

pt_PTPortuguês
Powered by TranslatePress
Verified by MonsterInsights